Planejamento

Curso Básico de Montanhismo chega ao fim

29 de July de 2012
pedradobau

Após quase dois meses de curso, algumas escoriações e dores musculares, temos o sentimento de dever cumprido.

Passamos pela primeira saída, Pico dos Marins, pico mais alto que fica inteiramente no estado de São Paulo com 2.420m. Trovejou, choveu, caiu o mundo e três barracas quebraram quando tentávamos montar acampamento. A trilha que era para subir em um dia e descer no outro acabou por começar às 8h e terminar após a meia-noite do mesmo dia. Cansados, lesionados e até certo ponto revoltados com os desencontros do caminho, mas foi um dia para reflexões e no fim aprender com a experiência.

Na segunda saída, fomos ao Parque Nacional de Itatiaia para fazer duas trilhas. Primeiro dia, Pico das Agulhas Negras (Rio de Janeiro), quinta maior montanha do país com 2.791m, foi aqui que tivemos uma grande exposição a altura. No segundo dia o destino foi Pico das Prateleiras com 2.548m, nem todos encararam a montanha.

Andradas foi o primeiro local que tivemos contato com escalada de verdade, escalada em rocha. Foram dois dias no campo escola da Pedra do Pântano. Renovando e aumentando a vontade de escalar.

Pedra do Baú – São Bento do Sapucaí (SP/Brasil)

A Pedra do Baú foi o maior desafio do curso, misturando a escalada com maior exposição a altura. Com mais ou menos 400m, porém escalamos em torno de 60m.

Por fim, para finalizar o curso com um belo passeio, fomos novamente ao Pico dos Marins. Nada parecido com a primeira experiência, fizemos a subida em um dia bonito, de céu azul, mas mesmo assim não estava um sol forte, minha careca agradeceu. Havia outros grupos subindo, mas nós fomos os primeiros – dos que iriam dormir – a chegar ao topo da montanha naquele dia.

Ao anoitecer as nuvens aumentaram e o frio bateu forte. Nossa barraca estava muito próxima da vegetação, achávamos que nos protegeria do vento, em compensação, percebemos que ela não ventilava muito bem, ou seja, suava muito e ‘choveu’ em nós praticamente a noite toda dentro da nossa casa da montanha. Tudo por uma boa causa.

Por volta das 5h, acordamos para presenciar o nascer do dia e estava muito bonito! Ainda pela manhã, antes das 8h já iniciamos a volta para o acampamento Base Marins. Um perfeito fim para um ótimo curso.

Devemos agradecer todos do clube, mas principalmente os guias que nos acompanharam em todas as saídas.

Nova visão do pico

Pico dos Marins – Piquete (SP/Brasil)

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply