Dia a dia

Perdidos em cochabamba

15 de June de 2013
miniatura_15_06

Depois de uma bela noite de sono, acordamos e descemos para tomar o nosso café da manhã, que já estava servido. Tudo muito bem arrumado e muito gostoso. Ficamos no Puka Killa até umas 13h da tarde organizando umas coisas do site e atualizando tudo antes de sair para dar uma volta na cidade e tentar assistir ao jogo do Brasil.

Durante a caminhada, e sem a mínima noção de horário, passamos em frente a um restaurante – O Goiano – e ouvimos a voz do Galvão Bueno, opa! Ai tem jogo rolando. Entramos e para nossa surpresa estava cheio de brasileiros, já estava 1 a 0 para Brasil, nos sentamos e ainda almoçamos no buffet brasileiro (42.99 bs o kilo)! Show de bola, e ainda com a vitória do Brasil. 

Restaurante por Kilo, O Goiano

Restaurante por Kilo, O Goiano. Localizado na Av. Santa Cruz, próximo ao centro da cidade.

Saímos do O Goiano em busca de uma casa de câmbio, porém aos sábados é muito complicado achar algo aberto aqui. Demos uma volta na Praça 14 de Septiembre e começamos a voltar para o Hostel.

Praça 14 de Septiembre

Praça 14 de Septiembre

Já eram quase 18h quando nos vimos perdidos na cidade, pegamos uma ponte errada, as ruas são parecidas e como não conhecemos nada, se perder se torna fácil sem uma mapa de rua – que não temos. Fomos perguntando pela Av. Santa Cruz, era nosso caminho para o hostel. Muitos não sabiam onde ficava, ou não sabiam explicar. Paramos em uma padaria e o cara disse que estávamos muito longe e melhor seria tomar um taxi, já estava escuro, mas mesmo assim decidimos ir andando, se pegássemos um taxi da Av. Santa Cruz estaríamos mais perto e o taxi sairia mais barato.

Depois de muito andar encontramos a avenida, e começamos a reconhecer os locais por onde passamos na ida para cidade. Encontramos a padaria que ficamos de comprar uns pães para o jantar, mas a essa altura a dúvida era jantar ou pegar um taxi. Compramos o nosso jantar.

Chegamos no Puka Killa já eram mais de 19h, e andamos mais de 13km a 2500m acima do nível do mar – isso faz toda diferença na caminhada – estávamos só o ‘pó’da rabiola’. Jantamos, tomamos um belo de um banho e caímos na cama.

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply