Dia a dia

Passeio rápido por Santiago

8 de July de 2013
miniatura0907

Depois de um fim de semana de descanso e curtindo a casa dos amigos Dani e Vivi, hoje foi dia de dar um passeio pela cidade de Santiago. Resolvemos ir sem o Tdi, e andar com metrô e ônibus por aqui. Além de economizar acabamos conhecendo um pouco mais da cidade. Então, às 10h saimos de casa, nosso destino era a Plaza de Armas e a Centro Cultural la Moneda.

Não foi difícil chegar até o metrô, mas antes de embarcar compramos, com muita facilidade, o bilhete Bip (funciona como o bilhete único de SP). Ele custou $1.350 CLP, o custo do metrô é de $610 CLP e do ônibus de $590 CLP. Diferente de São Paulo, aqui os ônibus não aceitam dinheiro, apenas o pagamento com o Bip. Um sistema que pareceu funcionar muito bem.

Descemos do metrô na Estação Universidade do Chile, e antes de caminhar até a praça, fomos sentido a Rua Bandera, indicação de uma amiga para comprar roupa mais em conta. Algumas peças de segunda mão não estavam em boa qualidade, mas se você for persistente e procurar bem encontrará algo em bom estado. No entra e sai dessas lojas nos deparamos, sem querer, com a Plaza de Armas que estava tomada por artistas – pintores, desenhistas, estátuas vivas. A cidade estava bem cheia e tudo muito movimentado. O sol estava ajudando a aquecer o dia, que estava bem friozinho na capital.

Estátua viva e desenhista

Estátua viva e desenhista

Quadros para vender

Exposição de quadros à venda

Demos uma volta na praça e seguimos a caminho do Centro Cultural, seguimos a grande bandeira do Chile, a segunda maior do mundo, linda! Só faltou ventar um pouco mais para conseguirmos vê-la por inteira.

Próximo a onde estávamos já era possível ver o Centro Cultural, entramos e estava tendo uma exposição muito legal, se chama “Hilos de América – Textiles Originarios”, mostra um pouco das técnicas de tecer que é utilizada em nosso continente. A exposição ficará aberta até dia 16 de Julho, de segunda a domingo, das 9h às 19:30. Com entrada é franca até ao meio dia, e após esse horário o valor é de $2.000 CLP por pessoa. Há outras exposições e atividades acontecendo, e outra boa dica para o lugar é aproveitar a Cineteca Nacional, que fica no mesmo prédio.

Trabalhos realizados nas oficinas

Atividades textil para público em geral durante a exposição

Quando saímos da exposição a fome já estava dando sinal e fomos procurar um local para almoçar. Paramos no Los Heroes, um restaurante bem simples e baratinho que encontramos na Avenida Bernard O’Higgins, o prato pedido estava na ponta da língua, e foi um Bife a lo Pobre. Uma delícia, vem com um bife acebolado, dois ovos e bastante batata frita. Dá para matar a fome.

Nosso almoço hoje, Bife a los Pobres.

Nosso almoço hoje, Bife a los Pobres.

O dia chegou ao fim, depois de muita caminhada pelo centro da cidade! Chegamos em casa (quer dizer na casa do Dani e da Vivi) com vontade de quero mais. E amanhã tem mais.

Boa noite.

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply Rosa Pelegrini 11 de July de 2013 at 09:18

    que almoço apetitoso…..deu até vontade de comer tbm
    cuidem -se bem, nam deixem de se alimentar direito e hidratem-se sempre
    que tenham boas aventurassss
    bjus

  • Leave a Reply