Dia a dia

Atravessando os Andes – De Santiago a Mendoza

12 de July de 2013
miniatura_12_07

Não foi difícil acordar hoje às 7h, mas ainda precisávamos terminar de fechar os mochilões. Foi ai que percebi que faltava uma parte essencial da minha mochila, a alça que prende na cintura estava na mala preta, que fica em cima do carro. Desci correndo e fui até o Tdi, subi no teto e comecei a vasculhar até achar a peça. Estava bem friozinho ali em cima. rs

Quando voltei na casa o Marcos já havia descido com tudo do quarto, tomamos um rápido café da manhã, pegamos os lanchinhos que já deixamos prontos ontem e saímos para pegar o ônibus, que passou rápido e estava bem vazio. Chegamos na rodoviária cedo, era 9:10 mais ou menos. Esperamos dar nosso horário e fomos para plataforma.

Bom, não é a primeira vez que os ônibus aqui do Chile me surpreendem. Poltronas mega confortáveis e espaçosas, além do serviço de bordo com lanches e bebidas, nem se compara com a tão conhecida, por mim, Aviação Motta. Se fosse assim era até luxo ir para a casa da vó de ônibus! rsrs

A viagem, com previsão de 7h de viagem saiu pontualmente às 10h! Começamos bem. Os trechos de serra inicial me deixaram, como se diz por aqui, bem mareada. O primeiro lanche, que foi servido algumas horas antes da fronteira com a Argentina foi todo “para o saco”, se é que me entendem. Para conseguir melhorar um pouco e não perder toda a viagem e paisagem linda que estava lá fora, tomei logo meio comprimido de dramim, pelo menos iria dormir um pouco. Deu certo e depois da soneca eu melhorei.

Fila de ônibus na fronteira

Fila de ônibus na fronteira do Chile com Argentina

Chegamos na fronteira por volta das 13h, e lá ficamos por mais de 2h30 esperando todos os tramites “burocháticos”. Não tivemos problemas com nenhuma das nossas bagagens! Os hermanos estavam tranquilos. rs Seguimos caminho e logo veio o segundo lanchinho, esse eu já podia encarar, mas resolvi guardar para mais tarde.

Nosso segundo kit de lanche a caminho de Mendoza

Nosso segundo kit de lanche a caminho de Mendoza

Sem filme na TV, que não funcionou por algum motivo depois da fronteira, e ainda sob o efeito do dramim para mim foi fácil dormir! Acordamos quando já estávamos bem perto da rodoviária aqui de Mendoza. Foi tempo de se arrumar, ver se não esquecemos nada caído no banco e desembarcar. Eu fui pegar meu mochilão, que veio no bagageiro, e enquanto o Marcos ficou me esperando ele foi abordado por um senhor para oferecer um hostel, por coincidência era o mesmo que já haviámos visto na internet como uma opção. Peguei minha mala e novamente fiquei devendo uma propina ao cara das bagagens.

Saímos da rodoviáriq já eram mais 20h (horário local e mais de 19h no horário de Santiago). O Hostel Savigliano fica bem perto da Rodoviária, do outro lado de uma avenida, e em 5 min estávamos tocando a campainha para saber custo e disponibilidade. Como já estava tarde e o preço era bem acessível ficamos por aqui mesmo. Quarto compartilhado com banheiro por $60 Pesos Argentinos, uns R$20,00 por pessoa e por noite.

Subimos para deixar nossas coisas no quarto e descemos para pegar algumas informações sobre a cidade e, claro, pegar uma cervejinha!! O rapaz do hostel nos explicou tudo e detalhou bem em nosso mapa, amanhã será dia de conhecer a cidade e suas 5 praças principais, além de trocar dinheiro e tentar fazer algum passeio por aqui! Quem sabe algumas degustações de vinho!?

Boa noite

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply