Dia a dia

Quase um passeio pelos 7 lagos

3 de September de 2013
setelagosminiatura

Hoje ficamos de conversar com o Pablo para combinar nossos últimos dias de folga e também finalizar nossa jornada de trabalho por aqui. Ficou combinado que folgaríamos os próximos dias e estávamos dispensados, esse um mês de trabalho até que passou rápido.

Como estava dia de sol, decidimos ir ao Refugio Frey, lugar imperdível para quem vem a Bariloche – principalmente no verão. Mas para ter certeza das condições da trilha e pegar algumas dicas era preciso esperar o Clube Andino Bariloche abrir. Sabíamos que ele abria apenas às 10:30, então era preciso esperar.

Sabemos que há duas formas de chegar lá, mas para nós mortais que apenas caminham (e não esquiam super bem), há apenas uma, pela trilha. A ótima dica para quem tem conhecimento de snowboard ou ski, é que pode subir ao cume do Cerro Catedral e descer pelo outro lado do cerro, numa boa e chegar ao refugio. Claro, para isso precisa ter neve e era o que não faltava nesses dias, diziam ter metros de neve e era impossível caminhar por lá sem o uso de raquetas. E nós não tínhamos e não conseguimos alugar.

Já que não chegaríamos no Refugio, então resolvemos, finalmente, fazer o caminho dos sete lagos, partimos sentido Villa la Angustura, mas logo o cansaço de não ter dormido direito os últimos dias bateu e acabamos por não passar da pequena vila. Lá almo-jantamos no Finnegans, resto-pub irlandês da cidade que serve um chope bem gostoso, para acompanhar – se não é comida mexicana é – empanadas!

PubIrlandes

Pub onde almoçamos!

Chocolateria

Chocolateria Benroth em Villa La Angostura

Andamos pela cidade, passamos por alguns lagos, mas antes das 18h já estávamos de volta a Bariloche. Ao contarmos para o Ruben – de que não rolou irmos ao Refugio Frey, louco como só ele, quis nos levar lá, então o dia que fizesse um pouco de sol, ficou combinado que iríamos com ele. Ficamos animados com a ideia, vai que dá certo!

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply