Dia a dia

Nossa chegada em El Calafate

18 de September de 2013
miniatura_calafate

Saímos de El Chaltén por volta das 11h da manhã, o Alejandro – dono do Lo de Trivi – nos ajudou com o Tdi. Foi preciso puxar e fazê-lo pegar no tranco para sairmos antes do meio dia. Antes de partir ainda abastecemos no único posto da cidade e seguimos viagem para El Calafate.

Alejandro obrigada pelo super apoio!! E sucesso com o Lo de Trivi!

Alejandro obrigado pelo apoio!! E sucesso com o Lo de Trivi!

O dia estava um pouco nublado, mas mesmo assim aproveitamos para fotografar o Glaciar Viedma, só de longe. A estrada é muito boa até Calafate, então não demorou muito para chegarmos na cidade. Precisávamos de internet para entrar em contato com a Vivian, nossa anfitriã do Couchsurfing. Já tínhamos o telefone dela, e ligar por skype era uma de nossas opções. Estacionamos o carro próximo a rua principal e seguimos caminhando, buscar um posto de informações turísticas e um lugar com internet para almoçar.

Glaciar Viedma

Glaciar Viedma, visto da estrada.

Fomos até a rodoviária – onde fica o posto de informações turísticas -, pegamos um mapa da cidade, caminhamos um pouco e logo paramos do Pietro’s Café  – havia wifi, claro. Fomos bem atendidos, o garçom até nos ensinou como ligar para o número que tínhamos, colocamos um pouco de grana no skype e ligamos. Infelizmente ela não atendeu, começamos a ficar preocupados, pois precisávamos falar com ela, o endereço que tínhamos da casa dela o Google Maps não encontrava, e só mais tarde fomos entender o porquê, o bairro em que ela mora é um bairro novo na cidade e não existe no Google. 🙁

Bom, depois de almoçar, eu uma salada e o Marcos um big lanche, saímos caminhando até uma chocolateria para comer uma sobremesa. Encontramos um telefone público e resolvemos tentar ligar, mas novamente não tivemos sorte. Até poderíamos dormir no carro, mas estava muito frio e com a cidade movimentada preferimos nos hospedar em algum lugar.

Antes de chegar em El Calafate nós já estávamos tentando uma parceria com um hostel, o Calafate Hostel. Mesmo sem eles nos darem uma resposta sobre a parceria nós resolvemos ir até lá, na caruda, e ver no que dava.

O Hostel fica a poucas quadras do centro e não foi difícil encontrar. Chegamos procurando pela Andrea, nosso contato via email com eles. E para nossa alegria eles haviam concedido um desconto na diária ( o/ ) para nós, e por até 3 dias pagaríamos 50 Pesos Argentino (quase US$ 7) e não $75 ARS  ( quase US$ 13) pelo quarto com banheiro compartilhado e com café da manhã incluso. O que já estava ótimo, já que não conseguimos entrar em contato com a Viviam, pelo menos assim teríamos uma boa e tranquila noite de sono.

Como almoçamos tarde, hoje não jantamos, eu apenas tomei meu leite (sim, tomo leite todas as noite antes de dormir :D) e fomos descansar. Amanhã iremos ver o Glaciar Perito Moreno, estou bem curiosa para ver como é um glaciar de perto. Mais uma primeira vez em nossa lua de mel de volta ao mundo!

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply