Dia a dia

Puerto Natales, chegamos!

24 de September de 2013
miniatura2409

Antes de sair da cidade de El Calafate passamos novamente no mercado para terminar a compra que começamos antes de partir para Estância Santa Teresitaabastecemos novamente o Tdi e seguimos a caminho de Puerto Natales.

É, não sei se notaram, mas estamos sempre abastecendo o Tdi, não por ele não ter potencial para muito combustível, mas porque o valor do diesel entre as cidades e um posto e outro variam consideravelmente. Então só enchemos quando realmente vale a pena.

Tudo feito, pé na estrada! Não estávamos com pressa e fomos aproveitando a linda paisagem que estava a nossa disposição e relembrando o que aprendemos sobre a era do gelo, que tudo que estávamos observando já foi cenário de uma grande geleira. Na estrada, pegamos novamente um atalho – o Marcos adora atalhos! Estrada de terra, mas compensou muito. Vimos muitas ovelhas, muitos bebês ovelhas [ohhnn!! Lindos!!], além de flamencos e outras aves.

Estávamos bem perto da fronteira com o Chile e nós queríamos mostrar – fazer um vídeo – de como é quando entramos no país, mostrar toda a parte de descarregar e carregar o carro sempre com um sorriso no rosto. Mas não deu certo, ainda bem (rs!)! Quando fomos abrir a porta traseira, ops! Ela não abriu, algo aconteceu e a chave não virava. Ainda bem que o cara da fronteira foi tão compreensível que entrou no carro pela porta do passageiro deu uma olhada nas coisas dali mesmo, nos fez algumas perguntas e nos liberou. Ufa!!!

Andamos um pouco com o Tdi, para sair da frente da fronteira e paramos no acostamento para ver o que era de errado com a porta. Por sorte não era nada, abrimos por dentro e ela voltou ao normal.

Chegamos na casa da nossa Couchsurfing, Glória e Família, era umas 15h. São poucas às vezes que chegamos cedo em nossos destinos, é até estranho, estamos acostumados a chegar para o jantar ou apenas para cair na cama e dormir até o dia seguinte. Fomos muito bem recebidos por ela e ficamos um bom tempo conversando, ouvindo e contando hostórias. Nos sentimos muito bem ali, fomos bem recebidos e essa será a nossa casa pelos próximos seis dias.

Aproveitamos que estava cedo ainda, saímos para dar uma volta, ver a cidade e comer alguma coisa – fomeeeee! Procuramos um lugar com cara de “não muito caro”, estamos aprendendo a identificar esses lugares. Por exemplo, restaurantes com tolhas na mesa, guardanapos de pano e taças na mesa serão sempre, ou quase sempre caros, [caros para nós]! Acabamos encontrando um restaurante bem acolhedor, não muito caro e gostoso.

Depois de comer um lanche voltamos para a nossa casa para conhecer a família toda e jantar. Sim, fomos recebidos com um jantar delicioso com arroz branco e peixe frito.

Ficamos conversando com todos, o Oscar, marido da Glória, é gente fina e adora conhecer pessoas e culturas diferentes. Uma coisa é certa, aqui nós teremos uma experiência muito legal aqui.

Depois de limpar tudo e ajudar com a louça fomos deitar, amanhã vamos atrás das informações sobre o Torres del Paine. Estamos ansiosos.

Boa noite.

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply