Dia a dia

Faro Les Éclaireurs, o farol do fim do mundo

24 de November de 2013
Faro Les Eclaireurs

Acordamos e mais um belo dia feio nos aguardava, a previsão dos próximos dias serem de sol não se confirmava. Assim que nos encontramos com o Osvaldo ele perguntou se queríamos fazer a navegação pelo Canal Beagle. Topamos na hora por ser um dos mais procurados entre os turistas, após algumas ligações estava confirmada para as 15h o passeio no Ushuaia Explorer.

Após mais um belo almoço trazido do supermercado La Anonima – ótima opção para quem está viajando e tem pouco tempo para cozinhar e pouco dinheiro, custou $60 pesos argentinos ou R$18 pelos dois – seguimos ao porto de Ushuaia. 

Para ingressar pagamos $10 pesos argentinos – algo como R$3,50 – cada e recebemos as instruções para encontrar o catamaram. Só seria necessário avisar que era o maior de todos, com capacidade para 350 passageiros o Ushuaia Explorer é dos mais imponentes catamaranes que vimos no porto, garantia de tranquilidade caso as águas fueguinas resolvessem se revoltar.

Nosso Catamaram

Nosso Catamaram

Apesar de marcado para às 15h, com o atraso de alguns turistas só partimos 30 min depois, após todos as outras embarcações. Navegando pelas ilhas do canal, passamos por diversos pontos de descanso de aves, como os Cormoranes Imperiais e Albatrozes. Mas ainda nas primeiras ilhas vimos alguns leãos marinhos, que emoção vê-los tão de perto, mas ainda esperamos mergulhar com eles e ver toda sua desenvoltura dentro da água.

Isla de los Lobos

Isla de los Lobos

O passeio dura em torno de 2h30 e a última parada é o Faro Les Eclaireurs também chamado de Faro del Fin del Mundo, apesar de não ser o farol mais austral do planeta. Sua beleza é única, distinta de qualquer coisa que possa imaginar, a mistura de beleza natural com a construção humana é muito bonita.

Farol do Fim do Mundo

Farol do Fim do Mundo

Saindo de lá o catamaram segue seu caminho de volta a cidade, passando em frente a uma das estâncias mais antigas da região, a estância Túnel e as árvores que crescem tortas devido ao vento e ao chegar a cidade ainda é possível ter uma linda vista da cidade e da cordilheira dos andes.

Glaciar

Glaciar Murcielogo

EmpresAmigaPara viver a experiência citada acima contamos com o apoio de uma EmpresAmiga, clique aqui para conhecer todas as empresas que de alguma forma nos ajudaram (alimentação, turismo e/ou hospedagem).

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply