Dia a dia

Feliz ano novo

1 de January de 2014
Placa do Parque Nacional Tierra del Fuego no caminho da Laguna del Caminantes

O ano novo começou de forma perfeita, com os pés no chão, em total contato com a natureza. Ao abrir a barraca ainda dei uma olhada em volta só para ter certeza que estávamos de fato sozinhos. Era isso mesmo, só se ouvia o vento e o canto de alguns pássaros. Além do mais, todas as nuvens tinham se dissipado e um belíssimo sol raiava sobre as montanhas. Tudo isso alinhado ao ar mais puro que já respiramos, perfeito!

Fomos a beira do lago para tomar um belo café da manhã – lanches que haviam sobrado do dia anterior com leite! Tudo com bastante tempo, tranquilos. Só depois de algumas horas que decidimos levantar acampamento, aproveitei ainda para fazer uma ronda e tirar alguns papéis de bala e plásticos que encontrei pelo local. Melhor que somente levar tudo que trouxe é deixar o local o mais limpo possível, inclusive com o lixo dos outros.

Prontos para partir, felizes, muito felizes.

nós e nosso camping

Nós com nosso acampamento atrás

Começamos a subir a encosta que separa o camping do início da trilha, ao chegar ao topo demos uma última olhada, só para deixar gravado uma última imagem de um lugar fantástico.

Placa com a indicação a Laguna del Caminantes ao fundo

Placa indicando a Laguna del Caminantes ao fundo

Voltando a trilha, seguíamos o caminho de volta a placa que havíamos feito o desvio no dia anterior quando nos deparamos com marcas de patas, deveriam ter mais ou menos 12 a 15 cm. Não lembrávamos de vê-los no dia anterior – não sabemos se pelo cansaço ou se eram tão recentes assim – mas pensamos ser melhor assim. Infelizmente não conseguimos tirar uma foto, mas o Puma ficou em nossa mente por ainda bastante tempo, a todo momento eu olhava para as montanhas ao redor para ver se por acaso apareceria.

Depois de 2h na trilha, não parávamos de subir, parecia interminável. A todo momento falávamos um com o outro, depois que passar essa crista, vamos ver o vale. Demorou mais uma meia hora até que finalmente vimos o vale – mas ainda não o Canal Beagle.

Uma lado do vale coberto com vegetação em um verde intenso

Um paredão verde surgiu abaixo da linha de neve, coisa de outro mundo

Seguimos caminhando pela encosta, todo em cascalho, até que finalmente vimos o Canal Beagle. Após mais 4 km começamos um zigue-zague onde finalmente entramos no bosque, só correr para o abraço agora! #sqn (Só Que Não).

Até então estávamos caminhando em média 3km/h, mas nos deparamos com uma enorme quantidade de árvores caídas, o que chamamos carinhosamente de avenidas das árvores ao piso. O começo foi super bacana – o pula árvore, passa por baixo, dá a volta – mas depois cansamos, já estava um saco fazer tudo isso com quase 20kg nas costas e não parecia que melhoraria.

Após fazer 3km em 1h30 finalmente conseguimos atravessar tudo e vimos a cidade do alto. Chegamos!!! Só faltou correr de alguns cachorros e finalmente chegar a estrada que liga o parque nacional a cidade. Caminhamos mais 1km e na primeira pedida de carona dois australianos vindo do Chile nos levaram até Ushuaia. Acabou.

Cansados, felizes, realizados, enfim, cheios de esperanças neste ano novo. Esperamos que todos tenham um ótimo ano.

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply