Dia a dia

A caminho de Torres del Paine

16 de January de 2014
acaminho_tdp

Acordamos cedo, Punta Arenas, infelizmente, sempre significou lugar para arrumar o carro ou nos preparar para o seguinte destino. Havia sido assim em nossa primeira passagem e agora não foi diferente. Tivemos a sorte de conhecer a Maribel do Hostel KeoKen que nos cedeu um quarto. Após a reforma – que pegamos no meio quando passamos da primeira vez – o lugar está ficando bem legal e já possui uma grande área em comum para os hóspedes. 

hostelkeoken

Placa do hostel

hostel_keoken

Nosso quarto no hostel e a sala de jogos!

Após resolver tudo, voltamos a estrada rumo a Torres del Paine. Mas antes seria necessário uma parada em Puerto Natales para buscar uma barraca para os dias que ficaríamos em um acampamento gratuito. Chegamos na cidade que serve como base para o Parque Nacional antes das 15h e fomos direto ao Base Camp, local de aluguel de equipamentos e restaurante do mesmo dono do hostel – Erratic Rock – que o Marcos havia ficado quando conheceu o parque em 2011.

Chegamos ao parque e depois de conversar com as recepcionistas da entrada fomos direto ao Refugio Torres Central – nossa base para realizar a trilha e onde deixaríamos o Tdi durante todo o tempo. O Refugio é grande, há diversos lugares onde ficar descansando ou ainda curtindo o lindo visual dos arredores – inclusive das torres.

amigos

Cau, eu e o Christian

Lá encontramos o Christian, um americano que chegou para trabalhar no Hostel Achalay, em Bariloche, quando nós estávamos de saída. Eles estava literalmente começando a trilha quando o encontramos, ele demorou um pouco para nos reconhecer, mas quando percebeu foi uma festa! Nos falamos rapidamente pois sabíamos que nos encontraríamos no caminho e ele partiu.

organizacao_tdp

Arrumando as mochilas

Com o check-in feito fomos ao gramado que tem em frente para finalizar de arrumar as mochilas, tudo “listo” para começar a trilha no dia seguinte! o/ Fomos jantar e conhecemos um casal de brasilienses que estavam fazendo o circuito W e no dia seguinte subiriam até o mirador das Torres del Paine. Foi ótimo conversar com eles e perceber que está aumentando o número de brasileiros na trilha. O cansaço de diversos dias levou a melhor sobre nós e acabamos por ir dormir cedo. Os dias seguintes prometiam ser longos!

EmpresAmigaPara viver a experiência citada acima contamos com o apoio de uma EmpresAmiga, clique aqui para conhecer todas as empresas que de alguma forma nos ajudaram (alimentação, turismo e/ou hospedagem).

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply