Dia a dia

De volta a São Thomé!

24 de July de 2014
sao thome das letras

Depois de passar alguns dias com a família no Mato Grosso do Sul era hora de voltar para estrada, novamente uma despedida. Confesso que dessa vez foi bem mais difícil, falar tchau para nosso sobrinho foi f*d@, especialmente para mim. Ainda hoje estou um pouco triste, mas já já passa e sei que em breve irei revê-los.

Saímos novamente de Osasco, era pouco mais de 6h da manhã quando pegamos a estrada junto dos meus pais, eles iam nos levar até São Thomé, já que fomos para SP de ônibus, assim eles aproveitam e conhecem um pouco da cidade e do lugar onde trabalhamos.

Na estrada estava tudo tranquilo até que uma pedra acertou o parabrisas do carro do meu pai e trincou o vidro, achávamos que não seria nada de mais, mas em pouco tempo o que era um rachado virou uma grande fenda. Neste momento uma placa se iluminou para nós “Parabrisas à 8km”, bom essa seria nossa próxima parada, ainda mais pensando nas ruas de São Thomé e que precisaríamos pegar muita estrada de terra e terrenos tortos para chegar até a casa Ecatu, onde trabalhamos, achamos melhor parar e já deixar tudo arrumado.

Depois de quase 3h parados seguimos viagem e chegamos em São Thomé depois do almoço, levamos eles direto na Ladeira do Amendoim – o vídeo abaixo mostra o Tdi andando para trás, em outro dia – e mostramos um pouco da cidade. Meu pai chorou de rir com o carro subindo a ladeira de ré.

Na cidade encontramos um lugar para eles ficarem, o que não é difícil, já que a cada esquina tem uma pousada. Encontramos uma poudada barata, foi R$ 60,00 para o quarto de casal e incluía um simples café da manhã!

Depois disso fomos até o ECATU, na nova casa da Mi e do Fau, nossos amigos. Ficamos lá um tempo, ajudamos a cobrir a casa, se tem uma coisa que meus pais não tem medo é de trabalhar. Colocaram a mão na massa e puxa lona para cá, puxa lona para lá e pronto. Casa coberta! Pode chover a vontade agora!

Retornamos para a cidade já era fim do dia, fomos tomar um banho e sair para jantar, nos despedir do Fau e da Mii, amanhã seguimos para São João del Rei. E antes do jantar paramos na praça da cidade, lá estava a banda do exército, e ficamos escutando um pouco.

O jantar foi no delicioso, no O Alquimista, que fica de frente com o restaurante da Monalisa. Digo isso porquê na mesma rua tem três restaurante com o nome de Alquimista, mas um é diferente do outro. Esse é mais carinho, mas o dia pedia uma despedida de alto nível. 🙂

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply