Dia a dia

Poço Azul e Poço Encantado | Chapada Diamantina

12 de October de 2014
chapada-diamantina-placa

Acordamos hoje e o estacionamento de caminhões estava vazio, esses caminhoneiros acordam muito cedo, era umas 5:30 da manhã e muitos já estavam de partida outros já haviam saído.

O jeito foi acordar cedo também e arrumar o carro para partir após o café da manhã. Hoje foi nosso primeiro dia pela região da Chapada Diamantina e o dia amanheceu nublado, até chuviscou no caminho até Itaetê, estamos a caminho do Poço Azul e Poço Encantado. A estrada até está cidade era boa, mas no decorrer do caminho foi o asfalto foi se acabando até ficar em estrada de chão. O mapa diz que a estrada é pavimentada, o que não é mentira, o fato é que ela não é pavimentada 100%. Mas tudo bem, não temos medo nem problemas em levantar poeira.

Mapa Chapada Diamantina - Mucugê

Mapa Chapada Diamantina – Mucugê (Fonte: Guia Chapada Diamantina)

Estrada que diz ser asfaltada nos mapas

Parte da estrada que diz ser asfaltada nos mapas

O sol saiu e não se escondeu mais, foi calor o resto do dia.

Poço Encantado

Chegamos no Poço Encantado era umas 14h, o passeio foi rápido, menos de 1h. Pagamos R$ 20,00 cada um para entrar e ter direito a 15min dentro da caverna acompanhado de um guia local. O poço está em uma propriedade particular e foi descoberta no anos 40, mas só nos anos 80 é que começou a trabalhar com o turismo. Ainda naquela época era possível nadar no poço e há relatos de guias antigos que nadaram, mas por conta da lenta troca de água do poço ficava na superfície uma gordura corporal que prejudicava o visual, e depois disso foi proibido se banhar, a beleza agora é apenas admirar.

Estamos chegando

Estamos chegando

Uma descida tranquila até o poço encantado

Uma descida tranquila até o poço encantado

No caminho, não deixe suas pegadas

No caminho, não deixe suas pegadas

O poço encantado, lindo e difícil de registrar a real beleza.

O poço encantado, lindo e difícil de registrar a real beleza.

O poço tem 61m de profundidade. A água azul que aparece é devido a presença calcário e magnésio, e onde está azul (na foto) é o fundo do poço, a parte mais amarelada é o reflexo devido a claridade que entra na caverna. Há uma época do ano que é possível ver uma faixa de luz, que vai de 01 de abril a 10 de setembro, e dizem os guias que os melhores meses são Junho e Julho. Quem sabe nossa próxima visita aqui seja em um desses meses. 🙂

Antes de ir para o Poço Azul comemos um pastel no restaurante que tem ao lado da recepção, delícia e feito na hora!

Poço Azul

A estrada até o Poço Azul foi de terra por 25km e ainda depois de atravessar o Rio Paraguassu. O Tdi passou facinho, ainda mais que o rio está bem baixo, vimos até Uno e Ká atravessando, já dei para imaginar que estava bem baixo mesmo.

Placa na entrada da fazenda onde está o Poço

Placa na entrada da fazenda onde está o Poço

A entrada aqui custou R$15,00 por pessoa e contempla colete, snorkel e 15 min de banho nas águas do poço. A diferença aqui está no fato do Poço Azul ser um braço de um lençol freático e desta forma há uma corrente de água que proporciona a troca de água a cada 2h (de acordo com estudos), o que permite o banho e flutuação sem prejudicar a visibilidade. Mas antes de se jogar com toda a delicadeza (é sério, não pode fazer “bomba” aqui) é preciso tomar uma boa ducha para tirar o excesso de sujeira do corpo.

A profundidade aqui chega aos 16m, é possível ver o fundo nitidamente. Aqui foi encontrado ossadas de animais como o dente de sabre, preguiça gigante e humanos, acredita que esses animais e homens caíram no buraco e não conseguiram sair ou vieram arrastados por enchorradas.

Pôr do sol na saída

Pôr do sol na saída

Alma lavada e corpo relaxado pegamos a estrada sentido cidade de Mucugê, onde dormimos (hoje em uma pousada). No caminho contemplamos um lindo pôr-do-sol. Já era noite quando chegamos e passava das 19h quando saímos para jantar e ai sim, descansar para o dia de amanhã, que não começará tão cedo como o dia de hoje.

 

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply Cachoeira do Buracão | Chapada Diamantina - A 4 Pés 5 de November de 2014 at 09:22

    […] e ter a real noção do Buracão. As águas são escuras, bem diferente do que vimos ontem – Poço Encantado e Poço Azul. A altura da queda d’água é de aproximadamente […]

  • Leave a Reply